Site Network: Home | Tendências Urbanas | Snack in Box | INK_Designers | Nova Mídia | Greener City |

Em tempos em que ser politicamente correto é quase uma obrigação, fiquei surpreso com a ação de guerrilha da Cia Athletica criada pela DM9DDB.
A ação aconteceu assim: dois supostos fiscais da prefeitura de São Paulo abordavam nas ruas da cidade pessoas que estavam acima do peso e depois de informá-las sobre a Lei Cidade Limpa e a proibição de uso de mídia exterior, multavam a pessoa já que por serem “gordas” e “grandes” eram quase um “outdoor ambulante”.
Como preconceito pouco é bobagem... segue o vídeo da ação.



Se por algum motivo não ficou claro que abomino qualquer ação de desrespeito e preconceito como os apresentados no vídeo: Eu abomino! E achei de péssimo gosto a ação. Os publicitários responsáveis e a Cia Athletica perderam completamente o senso do que é uma boa campanha publicitária e pior do que é o respeito ao outro.

O vídeo e a campanha de guerrilha da Cia Athletica, criação da DM9DDB vão, na minha avaliação, para a categoria: Lixo Publicitário!

34 comentários:

At 7 de maio de 2008 13:43 Rafael Amaral said...

Ops. O vídeo não está mais disponível.

 
At 7 de maio de 2008 14:14 Rodrigo Alexandre Coelho said...

Aqui está tudo funcionando Rafael... não sei o que houve ;)

At 7 de maio de 2008 16:48 criskimi said...

que nojo desse pessoal que lançou essa campanha!!
falta de respeito é pouco!
(o video funcionou)

 
At 8 de maio de 2008 08:55 Átila SAntos said...

Em tempos de mundo globalizado, não devemos tolerar de maneira nenhuma uma ação "engraçadinha" como essa acontecendo diante de nossos olhos. Ninguém tem o direito de ridicularizar alguém, nem mesmo por brincadeira, e ainda por cima para divulgar uma marca...Bola fora pra DM9.

 
At 8 de maio de 2008 10:21 Vertov Rox. said...

Eu que sou gordo me senti ofendido, mas todo mundo enche o saco de gordo, de careca, de magrelo.

quero ver a DM9 fazer uma camiseta 100% Branco pra vender sabão em pó! ai eu quero ver o que acontece! ai acaba a brincadeira e vira crime…

curioso rir da minha cara que sou gordo não é crime? não sei, mas se eu fosse um advogado gordo de começo de carreira enfiava até as botas!

 
At 8 de maio de 2008 10:56 Tiago Fidelis Moralles said...

Aqui a linha que corta a graça da falta de ética é tênue, provavelmnte eles já esperavam esse barulho, e muito provavelmente era essa a intenção.

 
At 8 de maio de 2008 12:15 Paulo Monteiro said...

Eu acho "politicamente correto" uma chatice... O problema é o mau gosto: achar que ir na contramão possa resolver como boa piada. Southpark e Borat, por exemplo, cometem atentados gravismos a qualquer "corretismo", mas são um sucesso porque de fato são muito engraçados. O problema dessa ação é que ela não é tão engraçada a ponto de ser perdoada - e claro, como publicidade, deveria esperar que perderia a simpatia muito mais fácil do que qualquer entretenimento.

Eu sinceramente acho que os gordos não deveriam se sentir ofendidos por serem chamados de "mídia externa". E sim, ofendidos pelo convite besta. Se fosse fordo, eu diria: "Obrigado, senhor, mas não vou me matar pra entrar na forma que você julga ideal."

Cadê o "fat pride"?

 
At 8 de maio de 2008 17:20 Rodrigo Alexandre Coelho said...

Paulo,
estou de pleno acordo com você em relação a "chatice" do "politicamente correto", como eu disse no post "o politicamente correto se tornou quase uma obrigação", ou seja, se tornou quase um discurso vazio, apenas para agradar ou não ofender.
O "politicamente incorreto" é usado em diversas situações, e muito bem usado, você mesmo citou dois bons exemplos South Park e Botat.
Acredito, no entanto, que a questão do comercial bem longe do politicamente correto ou incorreto, foi uma grande falta de respeito, uma ofensa tola e desnecessária.
Como o Nova Mídia é sobre publicidade e não julgamento de valores acho importante acrescentar que: ações assim, pelas repercussões que pude acompanhar, não foram positivas para a Cia Athletica, e se não foi positivo e além disso passa-se a associar a marca a ações de mal gosto e preconceito, o comercial foi um lixo(!), sem meias palavras. Prejudicou a imagem do anunciante = péssimo comercial.

At 8 de maio de 2008 18:31 Caio said...

Não pude conferir o vídeo, mas diante do q li auqi e no Sim, Viral, a piada não teve graça nenhuma e ao invés de fazer irritou todo mundo.

Esse viral teve o mesmo efeito do acar q atirou na cabeça do Homem de Ferro: Bateu e matou o cara (no caso, o viral).

 
At 14 de maio de 2008 10:19 Anônimo said...

O post saiu numa matéria. O blog foi citado numa matéria sobre o anúncio. http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL468886-6174,00.html

 
At 14 de maio de 2008 11:11 Anônimo said...

Preconceito o caramba!
Larga mao de serem cabeca fechadas

 
At 14 de maio de 2008 11:43 Anônimo said...

Ótima a discussão sobre o preconceito contra os gordinhos via Cia. Atlhetica. O importante aqui não é o uso de novas mídias, ou “estratégias diferenciadas”. O mais significativo é uma campanha que vem reforçar o pré-conceito sobre pessoas gordas. Por esta mesma razão é importante lembrar que uma certa operadora de telefones móveis, fixos, internet, TV por assinatura e etc., também usa gordinhos (de forma NEGATIVA) em suas peças publicitárias. Seja o gordo que algemado ao cliente o prende à operadora rival “quem ama bloqueia”, como o gordo representando “a concorrência”. Acho que este tipo de peça é de extremo mau gosto e reforça preconceitos. Que uma academia use esta estratégia é ainda mais grotesco...

 
At 14 de maio de 2008 11:46 Anônimo said...

Nao precisa nem fazer camiseta 100 % Branco, se a mesma propaganda tivesse sido feita com mulheres obesas seria mais tolerada.

 
At 14 de maio de 2008 11:49 Anônimo said...

sao campanhas com esse mote que permissionam atitudes como a de duas deseducadas que achincalharam com uma Sra. num bar do Leblon.Nem com a presença de um guarda elas cessaram com as ofensas.Queria saber se algum profissional da DM9 é negro, pobre, feio ou tem algum especial na familia e gosta do que sente.

 
At 14 de maio de 2008 11:50 Anônimo said...

Durante quantos anos, humoristas ditos sérios como Renato Aragão usaram e abusaram da imagem da Gorda sem graça para fazer piada, deu nisso, criou uma verdadeira legião de pessoas "sem noção"...
Os publicitários que hoje tão no mercado são as crianças que cresceram vendo as piadas sem graça sobre obesidade.

 
At 14 de maio de 2008 11:59 Egidio said...

Rodrigo, parabéns por mapear tbm o lixo publicitário. Tenho uma objeção ao seu texto: a questão não é sermos "politicamente corretos". A questão é sermos corretos e éticos de verdade.

abs

 
At 14 de maio de 2008 12:03 Anônimo said...

Disse tudo meu amigo. Ou voce É correto ou não é.... E Infelizmente nós somos uma sociedade onde a grande maioria não é e uma outra grande parte é apenas Politicamente correto.

 
At 14 de maio de 2008 12:11 Rodrigo Alexandre Coelho said...

Egidio,
eu concordo com você em relação ao "vazio" da expressão "Politicamente Correto" e expressei isso em um dos comentários acima (o 6o comentário +-).
O que coloco no texto quando escrevo que o politicamente correto se tornou um "obrigação" é justamente neste sentido, ou seja, ele se tornou apenas "palavra" sem significado efetivo e "atuante". Também já foi comentado por aqui que já se criou coisas ótimas com o "politicamente incorreto" e sem desrespeito, humilhações e preconceitos
É isso!

Pessoal, não é preciso escrever como anônimo... esse blog é uma democracia (quase, rsrs), cada um pode se expressar sem se esconder ;)

At 14 de maio de 2008 13:12 Anônimo said...

DM9 nao teria peito de fazer uma campanha nesse tom com negros, judeus, muçulmanos, nordestinos ou pessoas especiais pois estaria comentendo crime.Rapidinho botaria "dentro do saco".Deveria, portanto, acatar que fazer piléria com obesos tem o mesmo tom criminoso.Campanha fraca, excludente e tendenciosa.E o pior:eles devem estar adorando todo esse buxixo; vão contar como midia de grande impacto. Querem apostar?

 
At 14 de maio de 2008 13:19 Anônimo said...

Eu não achei que tenha sido falta de respeito, nem preconceito, nem me senti ofendido (talvez porque eu não seja gordo). Pra ser sincero, até esbocei algum riso; só não considero o vídeo bom porque os atores são péssimos, como se já não bastasse o fato de serem gordos (brincadeirinha...). É claro que se não fossem atores (os gordos) seria uma falta de respeito. Mas no vídeo em questão, a piada foi válida, apesar de estar longe de ser um primor publicitário.

 
At 14 de maio de 2008 14:13 Anônimo said...

estamos debatendo a campanha, mas deveriamos debater a academia que acata e aceita como propaganda de seu nome um anuncio preconceituoso e abusivo.Que academia é essa, onde o mote deveria ser a saude e faz anuncio excludente? Zero para um local! Espero que os profissionais da academia estejam profundamente aborrecidos, pois não foi isso o que aprenderam!

 
At 14 de maio de 2008 14:47 Mouse Expert said...

Agora os gordinhos terão que aguentar mais essa piadinha feita por profissionais.

Lamentavel!

 
At 14 de maio de 2008 17:50 Gisele said...

Fatos como esse são positivos, pois mostram os valores reais da empresa e dão ao cidadão a oportunidade de exercer o livre-arbítrio de uma maneira mais consciente.
Colegas, honestamente, eu tenho por hábito boicotar empresas que fazem propaganda enganosa de seus produtos e/ou serviços, seja em publicidade mentirosa, seja nas informações constantes nos rótulos, seja por uma má qualidade de produtos e serviços. E não deixo de fora dessa lista as empresas que demonstram preconceito ou fundamentalismos em seus materiais promocionais ou informativos. Incluo a maior parte das academias nessa lista, pois ao invés de propagarem a prática de exercícios físicos com acompanhamento adequado como um hábito saudável e importante, propagam a estética pasteurizada do "mulheres, continuem sendo vistas como bifes pelos homens e façam ginástica!!!" ou "homens, que barriga de chopp é essa? O mulheril não encara isso, não!". Assim, essa propaganda besta da Cia. Athlética só confirma isso e, nem de graça, não faço academia nesse lugar, entrou para minha lista. Posso até ser uma gota em um oceano, mas não deixo de fazer meu protesto silencioso, e empresas como essa não terão meu apoio nem meu dinheiro.

 
At 14 de maio de 2008 20:38 Juliana Guido said...

Propaganda abjeta, ridícula e nada engraçada, capaz de deixar as piores pegadinhas do João Kleber parecendo filme do Monty Phyton. Não se vende um produto ou serviço humilhando pessoas - qualquer pessoa. Gordo é gente e merece respeito. O que me entristece e ver uma grande agência, que já fez campanhas realmente criativas e inteligentes, resvalar para a grosseria, a estupidez e o preconceito contra um grupo. CONAR neles! Quanto à dita rede de academias, se a idéia era afastar os gordos das vistas de seus clientes neuróticos por magreza, conseguiu seu intento pelo menos com esta gorda que ora arranha o teclado. Nojento!

 
At 15 de maio de 2008 12:54 Anônimo said...

Fiquei sabendo que não é o primeiro anuncio de pessimo gosto da DM9 nesse tom (baleia ou sereia, seria o 1o.).Tudo me leva a crer, depois do que já li, que a Cia Athletica quer mostrar que em seu espaço ela não abriga gordos.Acho que isso ficou bastante claro!É uma academia excludente e preconceituosa; quem for lá malhar, de antemão, fica ciente que não terá de dividir espaço e aparelhagem com obesos,gordotos, negros, pobres etc.Comecei a perceber isso vendo o anuncio por várias vezes.O lance não é somente falar de gordos, é demosntrar subliminarmente que tipo de academia ela é (pessima!) e quem ela abriga para partilhar da saradice.Fica claro o tom discriminatorio e é exatamente aí que você percebe o que ela realmente quer "dizer" com os anuncios.Acessem o link do filmete e percebam o que acabei de teclar.Não estou limpando a barra da DM9, não! Eles é que, com a indicação e o perfil da empresa, fizeram um anuncio ridiculo desse para demonstrar quem pode e quem não pode fazer parte da tal academia e assim frequenta-la.

 
At 15 de maio de 2008 18:16 Anônimo said...

Sou gordo e, sinceramente, não me senti ofendido.

Só achei extremamente sem-graça.

 
At 18 de maio de 2008 17:10 Anônimo said...

Que foi de péssimo gosto, nem se discute.
Agora, o que me admira mais é o pessoal da academia que aprovou esta baboseira...
Não devem estar precisando de clientes!!

 
At 20 de maio de 2008 14:21 Anônimo said...

uma grande falta de respeito!!
depois se fala da sensura na publicidade como no caso do relaxa e goza... será que os criativos estão perdendo a noção?... será que as agencias não estão pensando na imagem delas?...bom, apesar da kagada ter sido feita... espero que sirva de lição.

 
At 23 de maio de 2008 08:29 Ana Paula said...

Não gente... Isso é totalmente anti-ético! E ainda mais preconceituoso! Isso é nada mais nada menos que falta de respeito. Ainda mais vindo de uma agência conceituada como a DM9. Infelizmente isso é o que chamamos de "lixo publicitário". Não serve para nada... aliás... serve sim, para que saibamos como não se deve fazer propaganda!

 
At 25 de maio de 2008 12:06 Anônimo said...

Infelizmente eles não foram felizes nesse video...muita falta de respeito...!

 
At 9 de junho de 2008 08:54 luiz k said...

"Mãe, ele me chamou de outdoor!"

A campanha eh sem graça, mas acho que tah longe de ser uma ofensa aos gordos. Se alguem poderia se sentir ofendido, seriam os gordinhos da propaganda, mas que obviamente foram pagos pra isso.
Eu nao entendi aonde estah o preconceito. Se o cara chama o outro na rua de midia exterior pq eh grande, estah ofendendo TODAS as pessoas com sobre peso?
eh muito moralismo.
E coitado dos humoristas, que não podem mais fazer piadas com nada...

 
At 11 de junho de 2008 02:06 vinícius said...

Po, também não precisa ofender os humoristas, chamar esse viral de humor é um atentado contra a categoria, nem João Kleber em um dia inspirado seria capaz de fazer uma produçãozinha tão chinfrim.

Tá até com cara de vídeo amador mesmo, feito por amadores, é inacreditável que seja produzido por uma agência de publicidade.

Indo mais além: quanto maior a demanda por profissionais nesse "boom"zinho econômico que nosso país está vivendo, mais perceptível fica o défcit cultural em que estamos imersos, com origem não só na carência do sistema educacional (o que por si só não garante conhecimento), mas principalmente por falta de incentivo a boa leitura (excluindo-se livros de auto-ajuda, revistas de fofocas e etc).

Há uma enxurrada de profissionais medíocres no mercado, e muitos fazendo sucesso. Infelizmente qualidade não é requisito para se obter sucesso.

 
At 31 de julho de 2008 00:13 Denise Carceroni said...

Muito interessante todas as opiniões a respeito desse comercial que pode ser analisado de diversos pontos de vista. Há até aqueles que acharam engraçado...
O problema maior está no fato da obesidade tratar-se de uma doença (conseguem imaginar um comercial do mesmo nível sobre o câncer???). E não pára por aí a OMS classifica a obesidade como doença multifatorial e sendo assim deve ser tratada por uma equipe multidisciplinar que inclui um Educador Físico! Sou Educadora Física, especialista em obesidade e conheço muito bem a Cia Athlética, é lamentável que tenham concordado com essa campanha.

 
At 6 de novembro de 2009 18:18 Liga DME said...

Lixo. Nojo. Ridiculo.

 

Postar um comentário


BlogBlogs.Com.Br